terça-feira, 13 de abril de 2010

Capitulo 1 - pagina 2

Enquanto eu estava ainda em meu quarto, encaixotando todas as minhas coisas, minha mae lia um livro na sala, acho que se chama '1808'*, o qual ela julga muito bom (até agora).
As vezes tenho a sensaçao que ela só termina de ler um livro só por terminar ja que mesmo que seja meio ruim, afinal de contas ela compro entao...terá de ler.
A tv esta ligada no jornal ou novela, onde eu posso escutar alguem dizer sobre dinheiro, dinheiro e dinheiro, e talvez dinheiro também.
Sempre as mesmas coisas nos telejornais e as novelas, desastres naturais, cidades populosas demais, crises e etc, alem disso, eles estao piores que qualquer escandalo de jogador de futebol.

É injusto!
Estou colocando pedaços de mim em caixas, resumindo tudo, apertando, pra que caiba mais em menos caixas.
E ela?! Ela esta lendo e 'vendo' tv!
Como? Se estou aqui um tanto perdida..
Olhando daqui parece tranquila.
Tudo bem que nao era a primeira vez que isso acontece...acho que talvez seja por isso...
Ela poderia nao estar tranquila, acho que só pensativa.
É, deve ser isso.

Entao resolvi ir na cozinha.
O meu estomago manda em mim em certos momentos, é verdade eu sei, uma coisa meio incontrolavel. Geralmente tenho fome e como se estou triste, ou se estou muito feliz, o que hoje nao é o caso da segunda pra variar. Odeio comer compulsivamente sabe,é meio triste, sei la.
E as vezes eu fico sem apetite algum, o que é triste também.
E me tapear acabando com meu estoque de butter toffees (que fica muito bem escondido obrigada ) nao tava adiantando.
Me sinto um pouco nostalgica nesse momento.

Porque será que comer as vezes "resolve" meus problemas inicialmente? É, só inicialmente porque poderia ser definitivamente, o que seria ótimo.
Imagina só voce resolver problemas comendo? Certo.Brigou com um amigo? Manda pra dentro uns brigadeiros. Esta triste por alguma coisa? Que venham as barras de chocolates. Discutiu com a mae? Uhu! Vamos ao prato de macarronada com muito queijo, é.
Facil nao? Facil e gostoso nao é? Mais nao é assim, e ainda bem que nao. senao todos nós engordariamos demais, e imagina como ficariam os depressivos? Melhor parar por aqui.


Bem, eu acabara de jogar em cima de uns livros uma boneca que tenho desde os tres anos, e folheava umas velhas revistas que li inumeras vezes. Quero dizer que, muitos dias vieram a tona na minha cabeça, como algo que surge brotando aos poucos, sem que voce perceba, mais ja esperando por isso, meio que premeditando sem querer, e foi como no dia em que banhei a boneca e ela parou de fazer aquele barulhinho meio irritante, que eu ainda me lembro, ou quando eu surtei só por ver na minha livraria preferida uma revista com a capa que eu esperava.

E eu estava ali, abracando fortemente Jack, meu urso, que eu nao sei ao certo porque dei esse nome diga-se de passagem, mais que fico muito bem nele que é normal demais, comum demais, de olhos escuros e quase cobertos pela pelagem artificial, e todo marrom. Me lembro que quando o ganhei ele era na verdade uma 'mae', vinha com um pequeno ursinho costurado em seu colo, o qual eu perdi, e depois transformei-o em 'homem' apelidando de Jack, só Deus sabe porque.


Entao deitada no chao observando o teto, percebendo o quanto aquela mania de ficar olhando a lampada acesa diretamente me fazia ver bolinhas coloridas por toda parte.
Era como meu caleidoscopio particular, onde eu via figuras exclusivas alem dos circulos comuns.
Eu sou uma completa estupida.
Como posso me apegar assim nos objetos? Coisas facilmente destrutiveis com um pouco de fogo ou muita agua e que eu ficaria mal em perder, nao gostaria de ficar sem.
Mas, mudanças implicam em jogar algumas coisas fora, é normal. E todo o resto agora estava em cubos de papelao bem embalados.

Esta casa tem um significado pra mim, algumas cicatrizes que tenho consegui aqui, tropeçando ali, esfolando o joelho la, sabe, usei muitos band-aid (de bichinho). E talvez as tardes em outro lugar nao sejam mais as mesmas sem o penduricalho que fica la fora, o chamado 'menssageiro do vento' ou 'filtro de sonhos',seja com for, como seria sem esse som agradavel que ele faz? Como? Minha mae levaria ou também pretendia jogar fora como fez com outras coisas?
Ah!..meu Deus. E as arvores? As plantas? Todo esse mato cheio de varidades de frorzinhas e alguns pés de erva doce esplahados por ai.E meu pé de amora o qual me pendurava quabdo criança? É eu adoro amora. Desenvolvi o gosto por me sujar e me lambuçar do açucar delas, é sempre divertido.
Casas tao distantes uma das outras, alguns vizinhos ja velhos conhecidos, umas trilhas, estradinhas de terra. Muitas folhas no chao varridas de hora em hora pelo vento, verde ali,verde la, aqui, um pouquinho de mato naquele canto e cigarras cantando ao entardecer.






*Eu sei que esse livro é de 2007 mais finge que é na epoca da história, ta.
*O ciro só pra esclarecer é um petulantezinho sem vergonha, ele apenas disse que tenho olhos de ressaca e coloquei no post porque achei que ficaria bom, alem do que seria tipo um piada interna, mais nao, ele fica fazendo graça com comentarios do tipo. tsc tsc. mais ele é um cara legal mesmo assim. Me desculpem criei um monstrinho. :}
* E comentem :} .

Page Graphics

9 comentários:

  1. Arigatô gozai masu, Sayonara! (ou se preferir, muito obrigado pelo lindo comentario sobre mim :3)
    agora sim um pouco de conteudo! :3
    e eu tmb tenho esse maldito problema de nao me separar das coisas...(deve ser por isso que ainda falo com vc...so brincando! calma! calma! :3 vc sabe q eu te amo mto, entao nem pense em vir atras de mim, ja q vc sabe onde eu moro...por enquanto... :3)
    ficou muito bom :D continue assim! (primeiro de novo! vou tentar manter meu recorde de 2 posts!)
    ate o proximo :3 estarei esperando, uma vez q vc fica cada vez melhor :3

    ResponderExcluir
  2. Que máximo!!!
    Estou amando essa hitória!!
    Continua, continua, continua..
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo seu blogger, gostei muito, ser você quiser me visita no meu blogger tem

    bastante coisa legal, tem game para meninas, do game isa tkm jogos, moranguinha jogos,

    relógio e calendário com sua foto, album foto, poema, poesia, musica, radio, msn nick, mario

    bros, mapa do google, cria texto avatar, curso de inglês, japonês, italiano, hebraico,

    chinês, bbb10, torpedo grátis, etc...


    http://bloglegalnovo.blogspot.com

    Espero que você seja meu seguidor

    ResponderExcluir
  4. Narrativa tá boa, segue em frente!
    Bjoo!

    ResponderExcluir
  5. Amigaa
    a história tah realmente incrível,eu tbm tenho um sério problema em desapegar das coisas sabe,é dificíl lidar com tantas recordações!
    Nossa pq será que comer alívia tanto o extresse,eu adoro um prato bem cheio de brigadeiro,meu único problema era me encher de comida e depois me sentir arrependida e aí veio a história de eu tomar remédios pra anorexia,mas enfim a comida realmente parece que tira um pc do extresse neh!
    bjoks

    ResponderExcluir
  6. oooi, adorei o blog adoro essa música & o filme ;
    estou seguindo se quiser retribuir ;
    um ótimo final de semana, baiser ;*

    ResponderExcluir
  7. txaaa ficou legal! vou ler do começo! bjo

    ResponderExcluir
  8. oiiii:)tudo bem com vc?
    Vim desejar um
    FELIZ DIA DO AMIGO!!!!!!!!!!!!!
    Bjus da amiga Carol=)

    ResponderExcluir
  9. oiii!!!!!
    olha eu de novo aquiii!!!!!!!!!!!!
    Ai eu tenho tbm esse problema de jogar as coisas foras...Guardo tudo, se coseguir, pq a minha mãe quando vem pra ca ou vó joga tudo fora :(
    Então, eu acho mega chato aquelas bolinhas q ficam depois de olhar pra lampada!rsrsr

    obs: vou incluir no meu vocabulario:
    "cubos de papelão" adorei muito criativo !

    bjus da Carol=)

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita.
- quero saber o que pensa a respeito -
Por favor leia antes de comentar.